ÁGUIA DOURADA

ÁGUIA  DOURADA

Todas as matérias podem ser veiculadas, desde que citada a fonte.

terça-feira, 18 de junho de 2013

IMPECABILIDADE

Prosseguindo com o tema Impecabilidade, abordado no último artigo postado, faltou ressaltar o seu aspecto primordial , que é a coerência.
Coerente é aquele que realiza exatamente aquilo que prega, ou melhor ainda, que não acaba fazendo exatamente o que critica nos outros.
Se a palavra tem poder, o exemplo é o melhor professor.

O primeiro ponto absolutamente lamentável para um Buscador da Luz é querer parecer e até tentar convencer os outros daquilo que não é. Quem “é” verdadeiramente, não precisa se exaltar. Quem necessita propalar seus poderes e alardear suas virtudes é porque estes não estão tão evidentes e se encontram, talvez, encobertos por tenebrosa sombra.
É perigoso começar enfeitando aqui, exagerando ali...e quando se apercebe, a pessoa acaba acreditando na sua criação mascarada, entalada num monte de mentiras. Isto é o pior que se pode fazer, não aos que fingem acreditar, mas a si própria.
Quem “é” verdadeiramente está tão envolvido pelo Poder Divino que não tem a pretensão de se ombrear com o Absoluto ou se outorgar alguma posição privilegiada na Sagrada Hierarquia.

Outro entrave na jornada do Buscador da Luz é, encantado com as maravilhas vivenciadas no seu próprio caminho, tornar-se sectário e desvalorizar os outros.

Há 300 000 anos habitamos este planeta e milhões foram os que ascenderam, evoluindo espiritualmente nos mais diversos caminhos. Portanto, não há um só, nem um melhor. Há apenas apropriados.
A competitividade foi um programa implantado e até certo ponto útil perante a sobrevivência no plano físico, nos primeiros tempos da nossa vida na Terra. Para a evolução espiritual é nociva, pois traz em si a semente da separatividade e da pseudo superioridade de uns contra outros, da ganância, do egoísmo e da falta de solidariedade que, ao final, nos afoga a todos. Em plena era da globalização, “o que acontece a um reflete em todos” - é algo que pode ser comprovado no dia a dia.

O terceiro tropeço na senda da Espiritualidade é a manipulação. Mal o Buscador se apercebe de uma pequena conexão com o Poder Absoluto ( o que nada tem de excepcional, pois todos somos partes Dele) já começa a querer ser superior e manipular o outro. A vontade de um ser humano é sagrada, pois a nós foi concedido o livre-arbítrio. Se até o Poder Divino respeita a nossa vontade, ameaçar veladamente, coagir e influenciar não são atitudes adequadas a quem se pretende um veículo deste Poder.
Essas observações se destinam ao verdadeiro todo Buscador da Luz, todo aquele primordialmente comprometido com o aprimoramento do seu Ser, para se tornar um cada vez mais transparente canal do Divino - que se resume no que entendemos por Espiritualidade.

Nenhum comentário: